Cara de Índio

Zoroastro

Compositor: Paulo Freitas Bittencourt Vieira Zoroastro

Cara de índio, que cara brava
Este tapuio que vi na tocaia
Zarabatana, arco e flecha
Tapuio detesta o homem que mata

O homem branco acende a tocha
Num ato insano derruba a maloca
Terra invadida e fogo na mata
O homem mata por causa da prata

Cara de índio, que cara brava
Este tapuio que vi na tocaia
Zarabatana, arco e flecha
Tapuio detesta o homem que mata

O homem branco acende a tocha
Num ato insano derruba a maloca
Terra invadida e fogo na mata
O homem mata por causa da prata

Cara de índio, que cara brava
Este tapuio que vi na tocaia
Zarabatana, arco e flecha
Tapuio detesta o homem que mata

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital