Um Homem Só - o Cretino

Zoroastro

Compositor: Paulo Freitas Bittencourt Vieira Zoroastro

O forte nervo querendo rasgar o véu
Porém tem mêdo de perder coisas no céu
O forte nervo querendo rasgar o véu
Porém tem mêdo de perder coisas no céu
Um homem só! Um homem só! Um homem só!

No juramento dos devotos se prendeu
Ensinamentos dos mais velhos se esqueceu
No juramento dos devotos se prendeu
Ensinamentos dos mais velhos se esqueceu
Um homem só! Um homem só! Um homem só!

E na cabeça a incerteza lhe destrói
E no seu peito um sentimento lhe corrói
E na cabeça a incerteza lhe destrói
E no seu peito um sentimento lhe corrói
Um homem só! Um homem só! Um homem só!

Seu pensamento lhe traiu, lhe enganou
E na beirada do abismo ele ficou
Seu pensamento lhe traiu, lhe enganou
E na beirada do abismo ele ficou
Um homem só! Um homem só! Um homem só!

O forte nervo querendo rasgar o véu
Porém tem mêdo de perder coisas no céu
O forte nervo querendo rasgar o véu
Porém tem mêdo de perder coisas no céu
Nervo voraz. Nervo voraz. Nervo voraz

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital