História de Amor

Zoroastro

Compositor: Paulo Freitas Bittencourt Vieira Zoroastro

Favos de um doce mel
Afagos de um lindo amor
Nos tempos da poesia
Nos versos de um trovador
Nos tempos da poesia
Nos versos de um trovador

Jogos de brincadeira
O nosso divino pão
O brilho no teu olhar
A rosa na tua mão
O brilho no teu olhar
A rosa na tua mão

O tempo passou ligeiro
Inventando sua razão
E o amor que era tão belo
Se ausentou do coração
E o amor que era tão belo
Se ausentou do coração

Lampejo da intuição
Um beijo sem ter sabor
Um te quero, querendo não
Derradeiro ato de amor
Um te quero, querendo não
Derradeiro ato de amor

O choro lavando a alma
Na cabeça a intenção
Um abismo entre nós dois
Nossas vidas na contramão
Um abismo entre nós dois
Nossas vidas na contramão
E os anos que já se foram
Representam nada mais não
E os anos que já se foram
Representam nada mais não

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital